Investimentos

Investimentos

Análises do Mercado Financeiro

Acompanhe aqui as principais análises dos nossos especialistas sobre o mercado financeiro

Destaques do dia

BRASIL

1. Foram nomeados hoje o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e sete diretores para início de mandatos fixos na diretoria colegiada do BCB.

Nova Lei da Autonomia do BC, aprovada este ano, prevê mandatos de 4 anos para cada dirigente.

2. Senado Federal aprovou o Projeto de Lei do Congresso Nacional 2/2021, que altera a LDO e permitirá novos gastos extraordinários no ano, estimados em até R$ 125,8 bilhões.

Com a medida, Ministério da Economia deve reeditar o BEm, que permite redução de jornadas e salários de trabalhadores, e o Pronampe, que amplia crédito às pequenas empresas.

MUNDO

1. Na Alemanha, Destatis divulgou alta anual de 3,7% no índice de preços ao produtor (PPI) do mês de março.

A aceleração eleva a preocupação sobre a inflação, após altas também expressivas dos PPIs chinês e americano.

2. Na China, Banco do Povo da China, PBoC decidiu manter inalteradas as taxas de juros de referência para empréstimos de 1 e 5 anos.

Decisão acontece em meio a temores do mercado de que Pequim possa adotar postura menos estimulativas em breve.

3. Nesta manhã, bolsas asiáticas fecham mistas com situação do covid-19 piorando no Japão e BC da China mantendo o grau de estímulo monetário.

Bolsas da Europa mistas, mas futuros de NY recuam. Petróleo avança.

Resenha Financeira

Última atualização: 20/04/2021

Ásia: a evolução do processo de vacinação na China fortaleceu as perspectivas do setor de serviços, em especial do turismo que espera forte movimentação no feriado do Dia do Trabalho. Na corrida tecnológica, o país também avança. A empresa BAIC, parceira da Huawei, lançou um projeto de carros inteligentes e suas ações dispararam na bolsa. O quadro bastante positivo para o gigante asiático levou a altas de 1,44% e o 2,44% nos índices de Xangai e Shenzhen, respectivamente. As outras praças do continente também avançaram, mas o ritmo foi mais moderado.

Europa: sem vetores positivos no mercado, o dia foi de ajustes na maioria das praças europeias. Os investidores voltaram a dar ênfase à situação do covid-19, em especial a possibilidade de novo fechamento da Alemanha e novas questões envolvendo os imunizantes da AstraZeneca. Em razão das dificuldades da empresa de cumprir seu cronograma de entrega, um comissário da EU deu a entender que o acordo pode não ser renovado. O quadro levou a baixas moderadas na maioria das praças. O Stoxx 600 cedeu 0,07%, com destaque ao recuo mais forte do alemão DAX (0,59%); e aos índices CAC 40 e IBEX 35 que fecharam no positivo, em 0,15% e 1,14% respectivamente.

EUA: ainda em um processo de estabilização, os juros norte-americanos voltaram a subir neste pregão. A curva, que havia passado por forte alta diante da perspectiva de recuperação e maior gastos, recuou durante as últimas semanas e agora opera mais estável. A perspectiva de recuperação mais equilibrada entre EUA, Europa e China e as sinalizações do Fed de manutenção de juros baixos tem justificado a menor pressão. Nesta segunda, houve um movimento de alta que levou os juros de 10 anos a retornarem 1,59% - o que pressionou ações de empresas de tecnologia. Assim, Nasdaq sofreu as maiores perdas do dia (0,98%), mas todos os índices ficaram no vermelho. O dólar recuou fortemente com o ganho de força da libra e do euro.

Brasil: as declarações do novo presidente da Petrobras, Joaquim Luna e Silva, que sinalizou manter a política de preços da petroleira em paridade com o internacional despressurizou as ações da empresa – que avançaram. No campo político, o andamento de um acordo em relação ao Orçamento 2021 trazia otimismo, que foi limitado por declarações da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, de vetos em valores abaixo do esperado. Com essa pressão adicional, o Ibovespa fechou o dia em queda de 0,15%. Contudo, o real fechou em queda e a curva de juros devolveu prêmios em relação à semana passada.

Podcast Análise do Dia

Um podcast do Sicredi com a análise do dia do mercado financeiro.

Ouça agora
Nota Econômica Semanal

Acompanhe as análises dos principais acontecimentos da semana.

Panorama de Investimentos

Material elaborado pela nossa equipe de especialistas em conjunto com análise econômica e asset, apresentando as principais informações do mercado financeiro, nossos produtos e sugestões de alocações de carteiras.

Relatórios Econômicos e de Investimentos

Abril/2021

Panorama de Investimentos – RPPS

Abril/2021

Cenário Agro

Abril/2021

Resumo Econômico Mensal

Baixe o Aplicativo e tenha segurança e facilidade

WhatsApp

051 3358 4770
* Sujeito a disponibilidade na sua localidade

Serviços por telefone

Capitais e regiões metropolitanas

3003 4770
* Custo de uma ligação local

Serviços por telefone

Demais e regiões

0800 724 4770

SAC

Informações, elogios e reclamações

0800 724 7220

Atendimento aos Deficientes

Auditivos ou de fala

0800 724 0525

Ouvidoria e Denúncias

0800 646 2519

Chamadas Internacionais

(a cobrar)

+55 51 3378 4472

Confederação das Cooperativas do Sicredi

CNPJ: 03.795.072/0001-60

Av. Assis Brasil, nº 3940, Jardim Lindoia – Porto Alegre/RS – CEP: 91010-003

Abra sua conta