Blog do Sicredi

8 de Dezembro de 2020

O que são e como funcionam os fundos de ações?

Notícias | Investimentos

Investir em ações pode não ser uma tarefa muito simples para quem tem pouco conhecimento sobre o mercado financeiro. Ou não tem tempo de estudar sobre o assunto. Porém, se você souber o que são fundos de ações, o investimento em renda variável pode ficar mais fácil.

Investidores iniciantes podem encontrar nessa alternativa uma oportunidade para entrar na renda variável e contar com a ajuda de um especialista para montar e gerir os investimentos. Porém, é importante saber se a modalidade de investimento está de acordo com a sua tolerância ao risco de oscilação do seu dinheiro.

Para ajudar você a conhecer melhor essa oportunidade e avaliar se ela faz sentido por você, nós preparamos este post. Neste artigo, você entenderá o que são fundos de ações e como eles funcionam. Vamos lá?

Afinal, o que são fundos de ações?

Antes de entender o que são fundos de ações, é importante conhecer os fundos de investimento. Eles funcionam como uma espécie de condomínio. Cada integrante adquire uma cota e participa dos resultados do grupo — de acordo com a quantidade de cotas que possui.

Os fundos de ações são fundos de investimento de renda variável, que focam no mercado de ações. Isso significa que o gestor — responsável pela gestão da carteira do fundo — aporta, no mínimo, 67% do capital do grupo em ações.

Se você ainda não está familiarizado com o assunto, vale destacar que as ações são pequenas partes do capital social de uma empresa listada na bolsa de valores brasileira, a B3. Então, ao investir em um fundo de ação, você está se expondo a essas companhias e pode lucrar caso elas cresçam ao longo do tempo.

Para muitos investidores, essa pode ser uma forma simples de investir em papéis de empresas sem precisar escolher as ações individualmente.

Como eles funcionam?

O gestor tem papel central em um fundo de investimento. Afinal, ele será o responsável por investir e gerir o dinheiro dos cotistas de acordo com as oportunidades do mercado e com a estratégia adotada pelo fundo. O trabalho dele é remunerado pela chamada taxa de administração.

Para investir em um fundo de ações e se expor à renda variável de maneira mais simples, é preciso comprar cotas do fundo. A partir daí, você tem direito a participar dos resultados alcançados pela gestão.

É importante reforçar que esse tipo de investimento é, geralmente, indicado para o longo prazo. Isso porque, na renda variável, existem variações constantes nos preços das ações.

Quais são as características dos fundos de ações?

Os fundos de ações acompanham o desempenho das ações que fazem parte da carteira composta pelo gestor. Logo, a volatilidade é uma característica importante dessa modalidade.

Outra característica essencial para avaliar nos fundos de ações é a forma de tributação e taxas. Por exemplo, o Imposto de Renda (IR) é cobrado sobre a rentabilidade. A alíquota é de 15% e fica retida na fonte indiferente do prazo de aplicação.

Vantagens e riscos

Uma das vantagens dos fundos de ações, que não podemos deixar de citar, é o fato de contar com um especialista decidindo sobre as ações que compõem a carteira. O benefício pode ser um facilitador importante — especialmente para os investidores que têm receio de fazer escolhas na bolsa de valores ou não possuem tempo de analisar individualmente cada uma, ganhando em praticidade e poder de análise.

Afinal, você não precisará escolher em quais ações investir. O trabalho de avaliar o mercado, conhecer os fundamentos das empresas e lidar com inúmeras outras burocracias ficará a cargo do gestor do fundo e de sua equipe. Bastante interessante, não é mesmo?

Com relação aos riscos, eles são semelhantes a outros investimentos em ações. Como os papéis têm volatilidade, as cotas dos fundos também podem apresentar oscilações.

Uma forma de evitar alta exposição aos riscos é diversificar seus investimentos. Por exemplo, colocando apenas uma parte do seu dinheiro em fundos de ações. Outras quantias podem ser investidas em alternativas com menor volatilidade, como depósito a prazo, LCA e outras classes de fundos, incluindo renda fixa e multimercado, sempre considerando o risco de cada produto.

Para quem os fundos de ações são adequados?

Agora que você já sabe como os fundos de ações funcionam, consegue avaliar se eles são interessantes para você?

Lembre-se de que, antes de fazer qualquer investimento, é importante conhecer o seu perfil de investidor. Dessa forma, você identifica a sua tolerância ao risco e avalia o que pode ser mais adequado na hora de investir.

Devido às características da renda variável, os fundos de ações são mais indicados para perfis moderados e arrojados. Quem tem esse tipo de perfil e quer diversificar os investimentos — ou ainda não se sente seguro para investir sozinho na bolsa — pode aproveitar as vantagens da modalidade.

No Sicredi, todos os Fundos de Ações disponíveis aos associados possuem gestão externa e passam por uma avaliação criteriosa antes de serem disponibilizados a você.

Quer conhecer as alternativas de investimentos que nós podemos oferecer? Acesse nosso site!

Ver todas notícias
Baixe o Aplicativo e tenha segurança e facilidade

WhatsApp

051 3358 4770
* Sujeito a disponibilidade na sua localidade

Serviços por telefone

Capitais e regiões metropolitanas

3003 4770
* Custo de uma ligação local

Serviços por telefone

Demais e regiões

0800 724 4770

SAC

Informações, elogios e reclamações

0800 724 7220

Atendimento aos Deficientes

Auditivos ou de fala

0800 724 0525

Ouvidoria e Denúncias

0800 646 2519

Chamadas Internacionais

(a cobrar)

+55 51 3378 4472

Confederação das Cooperativas do Sicredi

CNPJ: 03.795.072/0001-60

Av. Assis Brasil, nº 3940, Jardim Lindoia – Porto Alegre/RS – CEP: 91010-003

Abra sua conta