Blog do Sicredi

23 de Junho de 2021

Você conhece as vantagens da LCA – Letra de Crédito do Agronegócio?

Isenta de Imposto de Renda, a LCA é uma boa opção para diversificar a sua carteira de investimentos

Notícias | Investimentos

Dentre as opções de investimento em renda fixa, a Letra de Crédito do Agronegócio, ou LCA, tem um atrativo vantajoso que é a isenção do Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos para a pessoa física. Como característica principal, as LCAs fomentam o crédito rural para o agronegócio e movimentam a economia do setor.

Neste texto, vamos falar sobre essa categoria de aplicação para que você esteja mais informado na hora de escolher uma LCA que corresponda aos seus objetivos de investimento.

O que é LCA?

Começando pelo básico, a LCA é um título ligado ao agronegócio, que serve para financiar as atividades do setor. O investidor que compra esses títulos está emprestando dinheiro para uma instituição financeira, que irá então emprestar esses recursos para empresas do agronegócio que precisam de crédito. Após o vencimento dos títulos, a instituição financeira repassa a remuneração – juros – desses empréstimos para o investidor, ficando com uma porcentagem, de forma similar ao que acontece com o RDC.

Dessa maneira, as LCAs fornecem crédito a produtores rurais, cooperativas e empresas do setor para financiamentos relacionados à produção, comercialização, beneficiamento ou industrialização de produtos agropecuários, compra de insumos, máquinas e implementos usados na atividade. Logo, toda a cadeia do agronegócio é beneficiada.

Qual é a rentabilidade da LCA?

As LCAs são uma modalidade de investimento em renda fixa, portanto, seu funcionamento se assemelha a outras aplicações desse gênero. É mais comum encontrar a LCA na mesma categoria que a LCI, ou Letra de Crédito Imobiliário, que funciona da mesma forma, porém, está atrelada a créditos do setor imobiliário.

Quanto à rentabilidade, a LCA apresenta as seguintes modalidades de remuneração, podendo ser:

Pré-fixada: é quando existe uma taxa de juros fixa, definida no momento da compra do título. Significa que aquilo que foi prometido no início será exatamente o que será pago no momento do resgate (retirada) do dinheiro. Se uma taxa de juros for definida como 5% ou 6% ao ano, por exemplo, ela será a mesma durante todo o tempo da aplicação, sendo possível calcular exatamente quanto o investidor irá ganhar no final.

Pós-fixada: a taxa de juros é variável, o que significa que ela “flutua” entre o momento da compra e o vencimento. Logo, os rendimentos também serão variáveis, não sendo possível calcular quanto o investidor irá resgatar no final, embora ele consiga ter estimativas. Frequentemente, os juros das LCAs pós-fixadas podem estar atrelados ao CDI (taxa básica de empréstimo bancário) ou ao IPCA (inflação).

Híbrido: nestes casos, existe uma taxa de juros fixa, mais o valor de algum indicador, normalmente o IPCA – em alguns casos, o CDI –, como por exemplo: “IPCA + 4% a.a.”, que significa que a LCA irá render 4% ao ano, mais a taxa do IPCA durante o período da aplicação.

Lembrando que, assim como outros títulos de renda fixa, a LCA rende todos os dias. Por essa razão, quando há oscilações na taxa de juros, o investidor poderá, em certas conjunturas, ter retornos mais altos do que no título pré-fixado.

 

Principais características da LCAs

Liquidez

Em média, as LCAs – assim como as LCIs – são consideradas como investimentos de menor liquidez em renda fixa. Na prática, isso quer dizer que pode levar mais tempo para resgatar o dinheiro antes do vencimento. De acordo com regulamentação do Conselho Monetário Nacional (CMN), as letras de crédito do agronegócio precisam obedecer a um prazo mínimo de carência, e esse tempo varia de acordo com o prazo – que pode ser curto, médio e longo – e o tipo de remuneração do título. Esse prazo pode ser de 90 dias para LCAs pré e pós-fixadas, ou então de 12 meses, caso a remuneração seja atrelada a um índice de preços (como o IPCA).

Após cumprida a carência mínima exigida pela Lei, existem LCAs que oferecem liquidez diária. Contudo, as LCAs que exigem um período maior de carência, o que significa menos liquidez, costumam ter uma rentabilidade mais alta. Quando a LCA é mantida até o vencimento, só poderá ser resgatada previamente com a concordância da Instituição Financeira.  Porém, esse tipo de negociação não é tão comum e, via de regra, o investidor poderá ter uma perda parcial ou total da rentabilidade contratada. Por isso, é importante ficar atento ao negociar a carência do investimento, mesmo que envolva uma rentabilidade maior.

Rentabilidade atrativa com baixo risco

Apesar de ser um título com um valor de entrada mais alto, a sua rentabilidade e segurança podem compensar em relação a outros títulos da renda fixa. Atualmente as cooperativas do Sicredi têm a possibilidade de ofertar LCAs aos seus investidores com valor de entrada a partir de R$ 30 mil reais. Esse valor está sendo constantemente revisado, então, sempre converse com a sua cooperativa quando desejar realizar este tipo de aplicação.

O principal motivo da rentabilidade atrativa da LCA é a isenção de Imposto (IR) de Renda e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para a pessoa física. Isso significa que o valor obtido será líquido, sem a incidência de descontos por tributação. Em outras aplicações de renda fixa, há o pagamento do imposto de acordo com a tabela regressiva de IR, que diminui a alíquota – porcentagem – quanto maior for o tempo de investimento. Portanto, mesmo se uma LCA oferecer uma remuneração menor que um RDC, por exemplo, a diferença que seria paga de imposto para o segundo pode ser maior do que a diferença entre as taxas de juros oferecidas por ambos.

Segurança

Quanto à segurança, a LCA tem as mesmas garantias do que outros tipos de investimento, pois é coberta pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito –, nos bancos comerciais, e o FGCOOP – Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito, nas cooperativas de crédito. Ambos garantem até 250 mil reais, por CPF ou CNPJ, por instituição financeira, sendo que o FGC tem o teto limite global de 1 milhão, e o FGCOOP não tem limite, desde que seja distribuído entre diferentes cooperativas de crédito até o teto de R$ 250 mil em cada uma por CPF/CNPJ. Logo, a melhor estratégia para escolher uma LCA com baixo risco é verificar a reputação e o histórico da instituição financeira que oferece o título.

 

A LCA é mais uma opção de investimento em renda fixa para diversificar a sua carteira, dentro de um perfil mais conservador, com menos exposição ao risco e taxas de juros interessantes. Aqui no Sicredi, o diferencial é oferecermos LCAs que fomentam o agronegócio da nossa região, revertendo os recursos em mais desenvolvimento, empregos e renda para a comunidade. Além disso, o associado que tiver nossas LCAs em sua carteira de investimentos poderá estar elegível para receber uma porção extra da distribuição dos resultados da cooperativa.

Saiba mais sobre LCA do Sicredi aqui.

Se você já é associado, confira nossas outras opções de investimento, ou então entre em contato para se juntar a nós.

Ver todas notícias
Baixe o Aplicativo e tenha segurança e facilidade

WhatsApp

051 3358 4770
* Sujeito a disponibilidade na sua localidade

Serviços por telefone

Capitais e regiões metropolitanas

3003 4770
* Custo de uma ligação local

Serviços por telefone

Demais e regiões

0800 724 4770

SAC

Informações, reclamações e cancelamentos

0800 724 7220

Atendimento aos Deficientes

Auditivos ou de fala

0800 724 0525

Ouvidoria e Denúncias

0800 646 2519

Chamadas Internacionais

(a cobrar)

+55 51 3378 4472

Confederação das Cooperativas do Sicredi

CNPJ: 03.795.072/0001-60

Av. Assis Brasil, nº 3940, Jardim Lindoia – Porto Alegre/RS – CEP: 91010-003

Abra sua conta