16 de Maio de 2022

MEI: Como montar uma reserva de emergência para a minha empresa?

Ter dinheiro guardado para imprevistos e emergências pode trazer mais tranquilidade e segurança para você e para o seu negócio

Notícias | MEI

Se você é Microempreendedor Individual (MEI) ou está começando a empreender agora, já deve ter percebido que não é uma tarefa fácil. Manter um negócio em pleno funcionamento depende de muitos fatores e você precisa estar preparado para superar desafios. A reserva de emergência pode ser uma boa estratégia para que você possa passar por períodos de crise com um pouco mais de tranquilidade.

O dinheiro guardado pode ser usado em situações de emergência, como para cobrir algum custo inesperado, evitar dívidas desnecessárias ou, até mesmo, para manter a empresa funcionando em um período de baixa de vendas.

Um exemplo seria a quebra de um equipamento essencial para a sua operação. Se você não tiver um valor guardado para consertar ou fazer a reposição, você terá que tomar algum tipo de crédito para seguir com o seu negócio. Esta dívida não planejada irá refletir no seu fluxo de caixa, trazendo novos desafios para equilibrar as receitas e as despesas e assim por diante.

Nesse artigo, você vai descobrir como uma reserva de emergência pode fazer a diferença no desempenho do seu negócio. Continue a leitura e confira:

O que é uma reserva de emergência?

Fundamental para qualquer empresa, a reserva de emergência nada mais é do que um valor que você deve ter guardado e com fácil acesso, para utilizar exclusivamente em gastos que não foram previstos no seu orçamento mensal ou em situações de emergência. Idealmente você deve investir este valor em opções de investimento seguras e que possuam liquidez diária ou imediata, ou seja, que permitam o seu rápido resgate como os RDCs ou a Poupança, por exemplo.

Com essa quantia reservada, você pode ter mais segurança e tranquilidade em momentos de crise.

Sou MEI, preciso ter uma reserva de emergência para o meu negócio?

A resposta é sim. Como dito anteriormente, a reserva de emergência é essencial para toda empresa, independente do porte.

As empresas precisam ter dinheiro guardado para que assim seja possível passar por imprevistos sem que haja grandes prejuízos para o empreendedor e nem fortes impactos na operação do empreendimento. Isto manterá a saúde financeira do negócio em dia.

Quais vantagens eu ganho?

Ao montar uma reserva de emergência, o empreendedor, além de ter mais segurança nos momentos de crise, ganha uma série de vantagens:

  • Evita a criação de dívidas desnecessárias; 
  • Passa a ter um planejamento financeiro mais assertivo; 
  • Tem dinheiro disponível de forma mais rápida para emergências; 
  • Ganha tranquilidade para focar seu tempo e energia no seu negócio.
Quero montar uma reserva de emergência. Como devo proceder?

A palavra-chave é planejamento. Avalie a atual situação financeira da sua empresa, leve em consideração as suas projeções para o futuro, as suas receitas, além de analisar os custos fixos e variáveis, não esquecendo de incluir aqui o valor do seu pró-labore, ou seja, o “salário” que você recebe enquanto dono do negócio para pagar as suas despesas pessoais.

Após estudar a fundo as finanças do seu negócio, você já pode se organizar para poupar uma quantia mensal e dar início à criação da sua reserva de emergência.

Quanto devo guardar por mês?

Cada negócio tem a sua particularidade, portanto não é possível estipular o valor a ser reservado. No entanto, o recomendável é que você tenha uma quantia guardada em dinheiro que possa cobrir de 6 a 12 meses de gastos mensais.

O seu objetivo é guardar este valor para a sua reserva de emergência, dessa forma você não sofrerá tanto com o impacto de uma possível crise.

E lembre-se, se em algum momento for preciso utilizar uma parte ou toda a sua reserva de emergência, o seu objetivo passa a ser repor o valor utilizado, até que você tenha a sua reserva de emergência novamente estabelecida dentro do valor estipulado.

Agora que você já sabe os principais pontos de uma reserva de emergência, está na hora de colocar tudo que aprendeu em prática. No nosso blog você também tem acesso a outros assuntos de interesse do MEI. Confira.

Quer aproveitar os benefícios de fazer parte de uma instituição financeira cooperativa? Abra a sua conta e se torne um associado do Sicredi. 

Ver todos os posts