12 de Maio de 2021

Energia cara? Produza sua própria energia.

A Sicredi financia painéis solares de energia limpa, com grande economia para você e benefícios para o meio ambiente.

Notícias | Sustentabilidade

A energia solar é uma solução de energia limpa e renovável, que garante a economia na conta de luz do consumidor e se torna uma opção sustentável e barata tanto para o uso residencial quanto empresarial. Pensando em atender a esses dois segmentos, a Sicredi Rio Grande do Norte disponibiliza uma linha de crédito específica, com condições e prazos mais justos, em comparação ao mercado.

O financiamento oferecido pela maior e mais antiga instituição financeira cooperativa do estado contempla o projeto elaborado por uma empresa especializada, como também os equipamentos, placas, acessórios, inversores e seguro, com taxas acessíveis, pagamentos em até 60 meses e carência de até 90 dias.

Levando em consideração a sua economia mensal em relação a conta de luz, e aproveitando as taxas reduzidas e tempo de pagamento que a Sicredi Rio Grande do Norte disponibiliza para o fomento da instalação de sistemas de energia renovável, o cliente pode pagar o financiamento com a própria economia que o sistema vai gerar mensalmente.

 A cooperativa está atenta à demanda por soluções mais sustentáveis, o que resultou em um crescimento no número de operações dessa linha de crédito, devido às vantagens disponibilizadas.

Vantagens da energia solar

Os sistemas de energia fotovoltaica possuem várias vantagens. Contam com tecnologia de ponta, ocupa pouco espaço nas casas ou empresas e sem mudar a estética, custa pouco em manutenção, tem uma vida útil muito grande e também, todo o excedente de energia gerado pelo sistema do consumidor é injetado na rede e “emprestado” à distribuidora, a qual devolve essa energia ao consumidor na forma dos créditos energéticos.

Além da economia, os imóveis que possuem energia solar recebem valorização do mercado. Outro benefício da implantação da energia solar é a sua capacidade de renovação e a redução das emissões de gases de efeito estufa, ajudando na preservação do meio ambiente.

Com preços mais competitivos — uma vez que o custo de instalação de energia solar no Brasil caiu mais de 90% na década –, a geração via painéis solares cresceu 58% em 2020, na comparação com 2019, segundo a ABSOLAR - Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

De acordo com a Associação, o Brasil assumiu a 16ª posição no ranking mundial da fonte solar fotovoltaica, integrando a lista dos 20 países com mais capacidade instalada da fonte em operação – somando geração centralizada e distribuída.

Ver todos os posts
 
Notícias relacionadas